Te espero....


Te espero, na manhã nublada,
Te espero, na madrugada silenciosa,
Te espero na tarde vazia,
Te espero nos versos sem rimas,
Te espero nas noites sem estrelas... sem luar,
Te espero nas canções sem melodias,
Te espero em um futuro desconhecido,
Te esperei ontem, te espero hoje, te esperarei amanhã...
Pois sei que sem você não existirá sol na minha manhã,
não haverá sussurro na minha madrugada,
Não haverá vida a minha tarde, e nem rimas aos meus mais lindos versos.
Te espero... pois sem você... minhas noites não têm estrelas e muito menos luar.
Te espero... pois com você minhas canções têm lindas melodias.
Te espero... pois com você... meu futuro é um mistério... que a cada dia que o descubro me sinto mais e mais feliz...
Porque TE AMO e te esperaria aqui para todo o sempre.
Porque você é a minha vida.

Escrita por Fabiana Thais Oliveira..
... Traduzindo a minha esperança....

Comentários

E continuarei te esperando... por toda a minha vida!
Thiago Maia disse…
UaU!!!!!!!!!

Quanta determinação pra essa espera... Creio que realmente valha a pena...

Espere mesmo, faça por onde, mas viva também, não fique parada não, pois mesmo estando na estrada certa, se ficar parada, serás atropelada...

Beijos e ótima semana!
Luna Sanchez disse…
Nossaaaaaaaa!!!

Não resisto, Sil : preciso sugerir uma trilha sonora para esse post lindo, posso?

http://www.kboing.com.br/script/radioonline/radio/player.php?musica=200849&op=1&rd=812840

"Porque eu te espero na neblina
Porque eu te espero no saguão
Aeroporto ou esquina
E no sol do verão
No fim do mundo

Porque eu te espero no cerrado ou na cidade invadida
Perdido de amor, siderado
No final na saída
No poço fundo

Porque eu te espero nas manhãs
De nuvens só feitas de lãs

Se duvidar
Eu tenho mais de um mar de provas
Se duvidar
Eu tenho mais de um mar

Se duvidar
Eu tenho mais de um par de trovas
Se duvidar
Eu tenho mais de um mar

Porque eu te espero no aterro
Porque eu te espero diga quando
Por certo
Soho ou é Serro
E a noite passando num segundo

Porque eu te espero ali também
Na última linha desse trem

Se duvidar
Eu tenho mais de um mar de provas
Se duvidar
Eu tenho mais de um mar

Se duvidar
Eu tenho mais de um par de trovas
Se duvidar
Eu tenho mais de um mar

Eu fiz esta canção
Faltando alguém, quem
Fiz essa canção sem opção, sei
Fiz essa canção porque me falta alguém
Fiz essa canção de coração, sei"

"Siderado"
(Samuel Rosa / Chico Amaral)

Eu espero que a tua espera não seja assim tão longa, e que, quando a espera acabar, faça valer a pena cada segundo esperado. ;)

Beijos, dois.

ℓυηα
Obrigada pelas palavras Thiago.. valeu mesmo!!!

Luna, achei outra que fala sobre isto:

Mais Um Na Multidão
Composição: Erasmos Carlos, Marisa Monte

Guarde segredo que te quero
E conte só os seus pra mim
Faça de mim o seu brinquedo
Você é meu enredo, vem pra cá
Te quero, te espero
Não vai passar
O amor não falta estar

Você pensa em mim, eu penso em você
Eu tento dormir, você tenta esquecer
Longe do seu ninho, meu andar caminho
Deixo onde passo os meus pés no chão
Sou mais um na multidão

O mar de sol no leito do lar
Que nem um rio pode apagar
O amor é fogo e ferve queimando
Estou ferido agora e sigo te amando
Você pode acreditar

A mesma carta, o mesmo verbo
Em sonho só viver pra ti
Quem tem a chave do mistério
Não teme tanto o medo de amar
Me cego
Te enxergo
Não vai passar
O amor não tarda, está

Te quero, te espero
Não vai passar
O amor não falta estar
Marcelo A. disse…
Oi, Sil! Que visita deliciosa a sua...

Felicidade... Todo mundo vive correndo atrás dela, né? Desde que o mundo é mundo, acho que essa é a grande questão do ser humano. Já reparou, que a gente sempre põe a felicidade, geralmente, onde não se pode pôr a mão? Por que não ser feliz com as coisas simples, com o "ordinário? Sei lá... essa é pra pensar!

Apareça mais vezes lá no "Diz!" Eu, voltarei outras aqui, com certeza...

Um beijão!
Marcelo A. disse…
Ei, acho que comentei no post errado... Mas, você entende, né? Rsrsrsrsrs!

Beijão!
Anônimo disse…
É Sil, passei muito tempo também não desejando mais nada além dele, por mais que tudo em mim fosse dele, pele, boca, mãos, corpo, tudo nele não me possuia mais, me machuquei muito, não sei se vale mais a pena.
Triste, mas é só o que posso fazer, me despir dele.
Beijos, adorei seu blog!

Postagens mais visitadas deste blog

Família é Família... Agregados também!!!