Blogosfera... resistindo ao tempo....

Gente, Obrigada pelos parabéns....

Hoje eu li este texto e achei demais... e resolvi compartilhar com nada mais.. que meus amigos blogueiros..


O que acontece quando todos blogam
Qua, 26 Ago - 14h48 - Por Rodrigo Martins


São Paulo, (AE) - Hoje todo mundo "bloga" - e assim, entre aspas mesmo. O formato surgiu há mais de uma década como versão digital de diários de viagem (blog é contração de weblog - e "log" é o termo em inglês para essas narrativas), chamou a atenção ao dar voz a uma geração especializada em falar sobre si mesma e mudou a internet ao permitir que qualquer um, mesmo sem conhecimento técnico, pudesse se autopublicar.

Tudo isso aconteceu e, no entanto, o blog não evoluiu como formato. E a grande novidade da internet no século 21 - a autopublicação - foi incorporada por quase todos os endereços da atual paisagem digital. YouTube, Flickr, Twitter, redes sociais, podcasts e agregadores de RSS são a base daquilo a que chamamos de web 2.0 (do conteúdo gerado pelo usuário).

Ao mesmo tempo, a chamada blogosfera cultivou seus autores, gente que viu ali chances de fazer sucesso - artístico, financeiro, profissional. Esses blogueiros regeram momentos-chave da cultura digital no Brasil.

Unidos em torno de um formato - eles se linkavam, discutiam e faziam do blog uma ponte para encontros presenciais -, os blogueiros causaram um ruído grande e organizado na rede, formando a entidade blogosfera.

Mas quando todos publicam online, seja onde for, esse movimento se quebra, certo? E o blog segue firme como ferramenta - hoje é possível blogar sem que seu site sequer pareça um blog.

"O blog não evoluiu rápido o suficiente e por isso agora ele parece lento demais", diz o ex-blogueiro Steve Rubel, que matou seu blog para adotar outro estilo de publicação. A aposentadoria de Rubel fez que muitos decretassem a morte do formato.

Exagero. Como sistema de publicação, ele persiste, mas agora orbita em um espaço em que há mais vozes e ruídos - desorganizados - em ambientes diferentes.

Uma foto no Flickr é tanto autopublicação como um link no Twitter ou mesmo um post num blog. A diferença é que os dois primeiros são mais rápidos. E que o blog, agora, não é mais o único nem o principal - é só a plataforma mais voltada para textos e para reunir tudo o que se publica de forma descentralizada pela web.

Foi assim que nasceu o www.alessandrolandia.com, do jornalista Alessandro Martins, que prova a sobrevida do blog nos novos tempos. Ele publica só links que posta em seus outros blogs. Para ele, é uma volta às origens. "Ainda é a ferramenta mais versátil".


Fonte: Yahoo

Comentários

O que seria dos meus delírios sem meu blog...
Meus pensamentos e devaneios perderiam-se na confusão das minhas idéias e jamais conheceriam a vastidão do mundo. rs!

Bjim!
Felipe MK disse…
Realmente, apesar de mais "lento" como dizem, é o que mais gosto, por isso voltei...

Sei lá, acho que o blog, como forma de relacionamento virtual, exige mais dedicação e envolvimento tanto de quem o cria como quem o lê...

Belo texto!

Grande abraço e obrigado pela visita! Volte sempre! Fique na paz de Jesus!
Fran disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Fran disse…
Descobri na blogosfera um novo mundo :)
Como diz o Juliano "Ligo o pc e esqueço do mundo"

Beeijo!
Luna Sanchez disse…
Ah, eu amo meus bloguinhos e os amigos que fiz, através deles.

Tenho dito.

Rs

Dois beijos de sexta, tia Sil. ^^

ℓυηα
Olavo disse…
Adoro ser blogueiro rs
Beijão bom final de semana
Bia disse…
Cada passo seu lá no meu blog conta sim viu? rsrs
Eu que estou devendo uns por aqui...

Ótimo final de semana!
Beijo!
Fernanda disse…
Ei Sil...
voltei... tava precisando de férias!
to mais feliz!!!!!!!
=D
essa blogosfera vicia a gente!!
hauahauaahauahuaahauahauah!
um beijo grande!!!
Luísa choonps disse…
Adorei! Concordo totalemnte, sem meu blog eu nao viveria, ele é tudo pra mim (L)

obrigada pela visita no meu blog, ando sem tempo, mas sempre que puder voltarei ;*
Fran disse…
Sil, eu devo ser doida mesmo neh?!
"Shuashuashuas
Aquele éo tipo de homem que qualquer mulher sonha.
Ele é [quase]perfeito mesmo :)
Mas a contrariedade, aquele tipo de homem que te vira a cabeça é que é meu par perfeito :)

Beeijão amada!
Sil,
Quanta honra.
Mas que o valor dos "selinhos" agradeço o seu carinho que é enorme.
Bjos

Postagens mais visitadas deste blog

Família é Família... Agregados também!!!