Tá verde ainda, precisa amadurecer!

Você é maduro o suficiente para entender as coisas que te cercam ou é uma criança e assume que não quer qualquer responsabilidade?

Isto não é uma simples pergunta. É uma reflexão de um pensamento que está voando aqui perto da minha cabeça sabe. Fiquei sabendo de uma coisa que me deixou “boba”.

Um velho amigo meu se casou a pouco mais de 3 anos e a pouco mais de 3 dias fiquei sabendo que se separou. Sabem, estou triste por ele, confesso que apesar dele não ter sido nenhum santo quando solteiro, confesso que acho que ele não merecia este sofrimento todo.

A questão é que a pessoa com quem ele se casou simplesmente não assumiu o relacionamento. Eles tiveram um filho sem planejar após o casamento e te falo que depois disto a vida dele virou um inferno.

Como ia dizendo, ela não assumiu a responsabilidade de um casamento. Não dividiu a cumplicidade, a criação da filha, as finanças da casa, não dividiu com ele a relação. Simplesmente continuou vivendo a vida como se ainda fosse solteira. Fez dívidas em seu nome, o filho era responsabilidade única e exclusiva dele e sabem... Ela não deixava ele chegar perto de ninguém, um ciúmes terrível.

O que agora tenho pensado a respeito é que, há pessoas que nunca crescem, nunca amadurecem. Chegar ao ponto de se comprometer com alguém e assumir um alto nível de relacionamento que é o casamento não é coisa de criança, não é uma simples e pura brincadeira e eu não sou nada a favor de dizer “se não deu certo, separa”.

Acho que o casamento, assim como muita coisa na vida, é algo que leva uma pessoa a se auto-analisar e confirmar de forma positiva ou negativa o estar preparado.

Enquanto ele se deu por completo, ela se negou totalmente. E o resultado disto: Um lar desfeito, um filho sem a criação unida dos pais, uma história sem final feliz.

E eu me pergunto, até quando as pessoas vão achar que a vida é uma brincadeira. Que se envolver com alguém de qualquer forma é uma simples aventura? Até quando as pessoas vão achar que as outras são merecedoras de sofrerem a custa de um “vamos pagar pra ver”.

Há tantos casos irreparáveis. Tantos sofrimentos que nunca deixarão de ser sentidos. Pessoas e mais pessoas que procuram um especialista para tentar sarar suas feridas.

E você? Está preparado para assumir suas responsabilidades? Se não estiver, por favor, não comprometa outras pessoas, não as façam sofrer. Faça uma auto-análise e impeça um sofrimento maior, tanto para você quanto para o seu próximo.

Comentários

Renato Hemesath disse…
Oi Sil, tudo bem?
Pois é, o ano acabou mesmo e agora as coisas começam a entrar novamente em seu ritmo quotidiano (rs). Acho melhor assim!
Tu mudou o layout não é?
Está lindo! nítido, bem ilustrado e com cores bem harmônicas. Estou distante de ser crítico de design, mas gostei. haha

Sobre teu post, me fez pensar no quanto as pessoas conduzem suas vidas com desdém. é como se todas as escolhas que fizéssemos pudessem ser reparadas com o tempo e com "um outro" - não vejo as coisas desta forma, acredito que as ações deixam marcas, não irreparáveis, mais profundas.
Adoro tuas expressões, mas considerando a Psicanálise, chamaria de projeções! rs

Abraços, um ótima semana!
Vixe, neguinha!...
Esse post tá me cheirando a esporro...rsrsr...

O último parágrafo pegou pesado... ó, eu tô preparada, mas estou a procura de alguem que realmente esteja. Por que será que os homens são tão mais imaturos do que a gente, né?


Adorei o post, amiga!

Saudades de vc...

Bjs!

=)
As responsabilidades também não precisam ser tão permanentes...
É flor, tem gente que só cresce no tamanho!

;) Beijos e obrigada pelo carinho de sempre! Um 2010 bem lindo pra ti!
É flor, tem gente que só cresce no tamanho!

;) Beijos e obrigada pelo carinho de sempre! Um 2010 bem lindo pra ti!
Sônia Silvino disse…
Sil...
Como está lindo aqui! Ficou muuuuuito melhor e já era bom, hein?
Pura imaturidade e egoísmo da bruaca, né?
Bjkas, minha linda!
Anônimo disse…
Sil, antigamente se recomendava muito para as moças escolherem bem com quem iam se casar.
Hoje, pessoalmente, fiquei assustado por ver alguém do sexo feminino dizer isso:
"casamento não é coisa de criança, não é uma simples e pura brincadeira e eu não sou nada a favor de dizer “se não deu certo, separa”.
Meus parabéns, Sil. Atualmente as mulheres não querem compromisso. Não estou teorizando não. Conheço diversas (prá não dizer todas porque fica chato) que o namorado está ansioso por elas tomarem a decisão. Vivem como se fossem casados, mas ela não quer casar, não quer compromisso, filhos...nem pensar. Fico pensando, sem falsa moralidade, como estará isso daquí a uns vinte anos? A mocidade passa. A idade vai chegando. E aí?
Ficar tia por opção, sem rolo nenhum, tudo bem. Os sobrinhos adoram aquelas tias legais que fazem aqueles bolos gostosos. Mas ficar uma tia mal amada, ranzinza, se entupindo de calmantes, gritando aos 4 cantos do mundo que nenhum homem presta, não dá prá aguentar. Enfim... Sil, um beijo com muito carinho prá você. Deus a abençoe. Manoel.
Fernanda disse…
as pessoas acabam vendo o casamento como conto de fadas né...e só percebemos que não é depois que nos casamos...mas sabe que ainda penso que vale a pena casar é uma experiencia bacana quando encontramos a pessoa certa.
Nara disse…
Ai Sil, meu rosto até doeu de tanto tapa que você me deu agora =/
Te confesso, me pergunto todos os dias se eu estou preparada para tudo que eu quero. Sim, eu quero, mas chegar vai doer, até chegar vai demorar, terei que largar muitas coisas, e eu me pergunto todos os dias se eu estarei disposta a tudo isso.

Será que sou madura o suficiente para enfrentar tudo o que EU quero?

Beijo
Acredito que as pessoas são feitas de FASES.
Temos que viver as nossas fases com responsabilidades.
Irei me citar como exemplo, atualmente estou numa fase de não querer assumir compromissos, pois acabei de sair de um relacionamnto complicado com uma pessoa "não madura" que assumiu um namoro comigo sendo que era muleque pra isso.
Por isso que com todas as pessoas q me relaciono hoje no ambito sentimental, eu já aviso...NO MOMENTO NÃO QUERO NAMORAR...digo sempre "no momento" e não "nunca mais", afinal, a gente nunca sabe quando alguém irá nos encantar novamente.
Acho que tudo o que é combinado e conversado, não traz sofrimento nem decepções.
O problema é: nem todo mundo gosta e tem coragem de assumir não querer nada com nada.

Sil, as pessoas são assim.
Falsas e mediocres.
O próprio umbigo normalmente é o limite.

Beijos! :*
Eu vario muito entre as minhas respostas. Por ora quero uma coisa, por ora quero outra completamente difernte. Mas ambas tem um ponto em comum: eu quero viver. Sem ver apenas a vida passar. Madura ou não, quero fazer parte dela.
Luna Sanchez disse…
Hummmmm...sou da opinião que ninguém faz nada com a gente, sem que tenhamos dado algum tipo de permissão, mesmo que não-verbal. Não acho que uma pessoa consegue dispor da vida de outra, sem o consentimento dessa outra, logo, somos co-autores, sempre.

Será que ela teria se transformado completamente depois do casamento, ou sempre deu sinais de como era, e ele não quis perceber?

Todas as histórias tem dois lados, flor, todas. E é claro que precisamos de comprometimento, para o que quer que seja, mas, antes de mais nada, temos que estar comprometidos conosco.

Nem sempre me sinto preparada, é verdade, mas divido minhas dúvidas e incertezas, com os envolvidos. Pelo menos, procuro dividir.

* Existe coisa no mundo mais complicada do que gente? Não existe, não...rs.

Beijo, gatona.

ℓυηα

Postagens mais visitadas deste blog

Família é Família... Agregados também!!!