Estas palavras...

"Era uma vez uma menina que sempre foi muito dura com as palavras que diziam às outras pessoas. Muitas vezes magoavam, muitas vezes feriam, mas o que ela mais gostava era usar as palavras para dizer a verdade sobre muitas coisas..

Até que um dia conheceu alguém que era igual a ela, e dizia coisas que não a agradava, e ela se feriu ao ler e ouvir as palavras que certamente ela já havia dito à algumas pessoas. 

Depois disto ela nunca mais foi indelicada com ninguém, e todos viveram felizes para sempre. FIM..."

É verdade que o ser humano não sabe - ainda - usar as palavras da forma que todos gostariam de ouvir. E é obvio que nesta sociedade doida a qual pertencemos, nunca iremos agradar a todos, não é verdade?

Mas e aquela pessoa a quem você gosta, você tenta agradar? Se você pudesse escolher entre agradar a pessoa falando palavras mansas e dizer a verdade "doa a quem doer", o que você escolheria?

Acho que esta é uma pergunta muito difícil de responder, pois sei que hoje em dia há muitas pessoas que se anulam para viver feliz ao lado da pessoa amada, inclusive, anula suas palavras - seja elas de qualquer conteúdo - para não ferir a pessoa querida.

Não acho isto totalmente certo, até porque acho que as palavras são perfeitas. Você consegue falar qualquer coisa que quiser sem magoar as pessoas que ama, se souber usá-las. Afinal, terminar a frase com um "!" ou um "?" já faz a maior diferença, o que você prefere?

Vou dar um exemplo: Se você fosse sair e a pessoa amada usasse uma roupa que não te agradasse, o que você diria?
Opção 1: "Eu não gostei desta roupa, vá trocar!";
Opção 2: "Eu acho que esta noite merece algo mais delicado, porque não experimenta aquele vestido azul?"

Se eu fosse a mulher (neste caso é uma mulher) eu teria duas reações totalmente diferentes, e com certeza, ficaria mais feliz se a pessoa usasse da opção número 2 para falar comigo. (A opção número 1 com certeza me faria subir as escadas, tirar a roupa e vestir meu pijama embirrada)

Embora o texto esteja ficando grande, já o estou encerrando com uma simples frase. Use sempre as palavras que você consegue passar sua mensagem e que o receptor se agrade em ouvir. 

Afinal: Não faça guerra, faça PAZ! - É simples... e não dói nada... Já as palavras usadas erradas, conseguem ferir mais que um tapa na cara. Pensem nisto!

E eu também farei meu esforço para mudar, pois segundo o texto, aprendi um pouco mais sobre as diferentes e difíceis formas de usar as palavras.

Comentários

Eraldo Paulino disse…
É o que costumo dizer, o falso e o simpático são a mesma pessoa, mas chamados por pessoas diferentes em situações diferentes.

O importante é o contexto, né?

Gostei muito do texto.

Bjs!
André Aloisio disse…
Muito bom o texto, conheci uma pessoa que era como essa menina, e eu me enganei em me calar achando que um dia essa pessoa iria ver o erro que estava cometendo por si só, hoje sei que as vezes a melhor opção é meter o dedo na cara da pessoa a "mandar a real", mesmo que doa, vai ser para o bem dela.

Postagens mais visitadas deste blog

Família é Família... Agregados também!!!