Tinha que ser.. Tinha que ser ela....


TPM [segundo um link da web do qual não me perguntem] é um conjunto de sintomas físicos e comportamentais que ocorrem na segunda metade do ciclo menstrual podendo ser tão severos que interfiram significativamente na vida da mulher.

É uma desordem neuropsicoendócrina com sintomas que afetam a mulher na esfera biológica, psicológica e social.

Quando ficamos de TPM (acho que isto ocorre com a maioria das mulheres né?), fora os transtornos físicos como dores de cabeça, nas pernas, cólicas, etc., a gente fica basicamente sem paciência, né?

No meu caso, eu não fico mal humorada com tudo, mas confesso que quando o assunto sou eu, eu fico um pouco “brava”.

O que parece é que a gente consegue potencializar os efeitos de tudo. Desde a raiva de alguém que entrou no seu lugar na fila do banco (trocando de lugar com alguém que já estava esperando) até uma simples pergunta sobre o funcionamento de um sistema com o qual a pessoa já trabalha há séculos. Não que estejamos erradas.. mas de fato, potencializamos a coisa...

Mas enfim, é normal, não é??? Sentir, neste período, vontade de mandar todo mundo que te aborrece de forma mínima para um lugar diferente do seu (e bem diferente, diga-se de passagem) é normal, não é?

Pegando o embalo com algumas meninas que se aborrecem e ficam cantando músicas para as pessoas perceberem que não estão de brincadiera, hoje eu pego carona com o CBJr – Não uso sapato. Não me sai da cabeça.

“Eu odeio hipocrisia... Mas que se exploda!!!
Eu odeio gente chique eu não uso sapato... Mas que se exploda!!!”

E a dica que fica para as pessoas que devem encarar pessoas que estão com TPM hoje e sempre, é: Não as provoquem... (rs...).

PS: A palavra "exploda" contida no trecho da música citada foi inserida no lugar de outra que considerei um pouco "dura". E não gostaria que os leitores ficassem incomodados com a mesma.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Família é Família... Agregados também!!!